quinta-feira, dezembro 31, 2009

PEQUENOS VOTOS PARA 2010

Desejo que…

O Passos Coelho vá a votos no partido e leve uma banhada monumental

O Santana perceba, finalmente, que o lugar dele é no banco dos suplementes

O Sérgio Sousa Pinto (e os socialistas) compreendam que não podem dizer todas as barbaridades que lhes assaltam o cérebro

Sócrates perceba o real significado de uma maioria relativa (e, já agora, o conceito de democracia)

Não haja eleições antecipadas. As estacas em que o país assenta não aguentariam

O Jesus continue convencido que tem o rei na barriga. E, devagarinho, o FC Porto lhe volte a comer as papas na cabeça

As novas oportunidades deixem de “licenciar” ignorantes

Os novos ricos angolanos não nos comprem em saldo

Os “Varas” sejam (pelo menos dois ou três) engavetados, para exemplo da nação

As comissões de avaliação não possam ter a veleidade de poder entregar uma criança inocente nas mãos de duas criaturas incapazes de a gerarem

Os impostos aumentem só um poucochinho (e, já agora, não nos roubem o que tanto nos custou a ganhar)

A regionalização caia de madura

EU GANHE O EUROMILHÕES. PARA PODER FUGIR DAQUI PARA FORA

UM PÉSSIMO 2010

Não posso estar mais de acordo com Miguel Sousa Tavares quando este afirma, na sua crónica de O Expresso, que "esta foi a década de avanço da mediocridade".
Olhando, mesmo que de soslaio, para os últimos 10 anos assistimos à ascensão ao poder de uma gentinha sem história, currículo e, pior, competência. E não se reduza o poder ao político. As empresas estão pejadas de irresponsáveis, incompetentes, que sobem pela cunha, pela corrupção, pelos "robalos" que sabem distribuir.
É toda uma geração vítima da catástrofe educacional do pós 25 de Abril, mergulhada numa cultura de facilistimo, imediatismo. Do mais parecer que ser. Uma panóplia de decisores instalados em Lisboa que reduzem o país ao tamanho das suas aspirações imediatas. Uma cambada de analfabetos que nos governa a partir de Cãmaras, Juntas, Institutos, Autoridades e o mais que se invente para criar um polvo clientelar que asfixia tudo o que não caiba debaixo dos seus tentáculos.
Em face disto, o optimismo é possível? Os votos de melhores anos virão serão realistas?
Para mim não. O pessimismo é a única visão realista. O fundo é, de facto, mole e, quando pensamos ter batido nele, verificamos que, afinal, ainda vai mais abaixo.
Quando vejo os "Sócrates" que mandam em nós, aterrorizo-me.
Mas quando olho para "Passos" que se lhe podem seguir, vejo que isto só tem por onde piorar.
Por isso não podia discordar mais do optimismo moderado de MST quando termina a mesma crónica a quase suplicar que a década que vem seja a da "exigência". Não será mais que não seja porque não se pode exigir de quem não pode, não sabe nem quer dar.

GNR À QUINTA-FEIRA

Num blog Português impunha-se há muito um tributo aos GNR.
Por isso, excepcionalmente em língua nacional, com os "Bs" do Porto, aqui fica uma selecção com "pronúncia do norte", a comemorar o novo ano



TENHAM UM GRANDE 2010

terça-feira, dezembro 29, 2009

NO PAÍS DA LIBERDADE

João Miguel Tavares tem sido, nas páginas do Diário de Notícias, uma das escritas mais incómodas para Sócrates.
O que ele acha do PM valeu-lhe mesmo um processo crime, perdido em primeira instância por Sócrates, recorrido por este e novamente perdido, com direito a arquivamento final.
Há muito que apanhava, a torto e a direito, dentro do próprio jornal, de todos os incomodados com o mau estar que opiniões contrárias causam ao nosso PM: a começar pela "namorada" Câncio, que também por lá escrevinha, ou um tal de Ferreira Fernandes, um invertebrado a quem a subserviência faz aspirar a mais altos voos.
No país da liberdade, sabendo-se a quem pertence o DN (um tal de Joaquim Oliveira, cujas escutas da face oculta revelam os favores que deve a Sócrates ) João Miguel Tavares deixou de ter espaço nas suas páginas e despede-se hoje. Mais palavras para quê?

sábado, dezembro 26, 2009

sexta-feira, dezembro 25, 2009

CHRISTMAS MUSIC

If you wanna listen some good christmas music, you go to ARTE DO SOM.
AND HAVE YOURSELF A WORDERFUL CHRISTMAS

quinta-feira, dezembro 24, 2009

FELIZ NATAL



DESEJO A TODOS OS QUE POR AQUI PASSAM UM
EXCEPCIONAL NATAL

sexta-feira, dezembro 18, 2009

SWEET SAD BRASIL

Sometimes, when someone we know is in a bad moment, it feels like to listen some sad songs to find some confort.
So i did it today




Try to live some good happy moments. Life´s to short...

COPENHAGA

Aquilo a que estamos a assistir em Copenhaga é bem revelador do estado de descrédito a que chegou a política internacIonal. Eles, o que realmente mandam, estão-se positivamente a borrifar para o planeta e as consequências da poluição. Depois existimos nós, pobres e crédulos idealistas, que julgamos que as nossas acções ainda podem alguma coisa.

quinta-feira, dezembro 17, 2009

A ORDEM NATURAL

Negar a duas pessoas do mesmo sexo que contratualizem uma união reconhecida juridicamente é tão patético que não merece mais que a repulsa.
Pretender que essa ligação se qualifique de casamento é não compreender a história das instituições e quase tão absurdo como dizer que uma doacção ou uma compra e venda (também ambas contratos civis), lá porque se podem tanger na produção de efeitos (a transmissão da propriedade) são a mesma coisa.
Permitir que o reconhecimento dessa união evolua para a possibilidade de adopção é de tal modo ofensivo da natureza humana que me causa saudosismo o tempo em que as causas absurdas, levantadas por moda e um certo fétiche levavam apenas com o redondo e prepotente NÃO.

JUSTIÇA

Esta constatação de António Barreto, tão verdadeira quanto lamentável, vai estar na base de profunda convulsão social dentro de muito poucos anos. É tão certo como a seguir à noite vir o dia.

VALORES INVERTIDOS

Sonho com o dia em que ainda verei uma criança ser confiada à guarda de um casal de pastores alemães. Afinal são cães tão dóceis é nós somos tão progressistas...

TERRAMOTO NAS IDEIAS

A monumental campanha que Lisboa e Oeiras, com o beneplácito e os euros do governo, fizeram para retirar do Porto a Red Bull Air Race, é bem demonstrativo do estado a que o centralismo exacerbado chegou entre nós.
É miserável que, paulatinamente, Lisboa aspire por completo o país, asfixie tudo o que de positivo se faz fora dela e engorde de um modo desmesurado à custa da desertificação de Portugal.
Um destes dias, quando o país for um imenso deserto de ideias mas com uma capital enorme, a crescer até Alcochete, cheia dos problemas das grande metrópoles, quando os governantes tiverem pouco mais do que 10 quarteirões para governar, aí a capital e os imbecis dos seus políticos, muitos deles oriundos das terras que ajudam a desertificar, estarão realizados.
Por isso seja pela regionalização ou por um terramoto, o resto do país precisa de dar uma valente sapatada neste getinha.

terça-feira, dezembro 15, 2009

ELEFANTE BRANCO

O novo aeroporto de Beja, que está pronto, custou 30 milhões de euros mas que ninguém quer usar, devia ser um bom elemento de reflexão para o governo que acredita (e pratica) obras públicas como elemento de alavancagem da actividade económica.
Este elefante branco promete ser um brinquedo à beira do TGV ou da nova auto-estrada Porto/Lisboa.
Só não aprende quem não quer ou quem tem outras intenções nas adjudicações que promove.

sexta-feira, dezembro 11, 2009

MUSIC - NO MUSIC

Out of time to post music.
Sugestion: go here and listen an excelente play-list.

See you soon

quinta-feira, dezembro 10, 2009

UM LONGO POST A VARA

Exmo. Licenciado(acho que é assim que chamam ao produto dessa espécie de novas oportunidades da universidade que tinha o nome de um jornal) Armando Vara

Acabo de o ouvir, comovido, a sua entrevista à RTP e confesso-lhe que verti mesmo uma lágrima que contivera aquando da última manifestação de indignação daquele senhor de bigode, que manda no S/ clube, quando perdeu um dos últimos campeonatos para aqueles forasteiros do norte.

Se tinha dúvidas (que não tinha) dissipei-as por completo. A sua inocência, estou convicto, é proporcional à qualidade do curso que vocelência concluiu, com esforço e dedicação, tanto que, como nos fez saber, foi tirado à custa de horas roubadas ao sono, quando acordava às cinco da manhã para estudar.

Estou mesmo em crer que terá até sacrificado, a exemplo do que fez o seu ilustre amigo que hoje comanda a nau, os domingos, para fazer um ou outro exame ou até subir uma ou outra notita (de pauta, não de banco) a inglês técnico ou arte de relacionamento humano, afinal tão necessária na profissão que exerce.

Não posso deixar de me solidarizar com o mau momento que atravessa, obrigado a não trabalhar. E o transtorno que manifestou que isso lhe causa, tanto mais por não conseguir retribuir, em idêntico valor, os €. 35.000,00 que, mensalmente, a entidade pagadora lhe continua a depositar na conta. Afinal receber, por nada fazer, o mesmo que recebem 77,7 portugueses com direito a salário mínimo deve ser, realmente, muito penoso.

Retive, ainda, dos doutos esclarecimentos que prestou à nação, que a sua função é apresentar pessoas umas às outras, assim uma espécie de casamenteira, só que dos negócios. Antes propriamente de lhe dizer ao que venho permito-me obtemperar que, por tão grado esforço, os já aludidos €. 35.000,00 me parecem escassos. Mereceria vocelência mais, atento que, não duvido, conhecendo Portugal de Vinhais a Lisboa (pelo menos) muitas terão sido as apresentações e, concomitantemente, o retorno de quem parcamente lhe paga.

Concretizando ao que venho: sou cliente lá da entidade pagadora vai para 20 anos. É certo que não é a sucata que lá tenho estacionada mas alguns tostões se foram amealhando, ao ponto de até me terem telefonado a oferecer um cartão gold e uns seguros mais baratos. Ora, não tendo a importância daquele senhor de bigode que passou dias à boleia da PJ, não serei despiciendo. Clientelarmente falando, claro está.

Ora, nesse particular, e como vocelência se entretém (perdão, trabalha) a apresentar gente a outra gente, vinha rogar-lhe duas ou três apresentações (só não lhe posso dizer a finalidade, mas isso também nos esclareceu que nunca procura saber, porque o que os apresentados falam entre si é lá com eles) para eu poder resolver uns problemitas que cá tenho.
Na metade esconsa do envelope onde envio a missiva segue o costume: um equipamento completo do Vinhais e a máquina de contar da dependência do Mogadouro, para não sujar as mãos com o equipamento

Envio, também, uma caixinha de cavalas (o robalo tinha esgotado) e esta pinguinha de vinhão que, creia, é de se lhe tirar o chapéu. Quando a beber certifique-se que não conduz ou, pelo menos, conhece alguém que lhe apresente o chefe da esquadra (oh, patetice a minha, aqui no burgo quem faz as apresentações é vocelência).

Creia-me S/ admirador

Cliente n.º 192991883

quarta-feira, dezembro 09, 2009

JUSTA CAUSA

Nas empresas há a figura do processo disciplinar que permitie punir, no limite, com despedimento com justa causa o trabalhador que viola, de modo grave, os seus deveres laborais.
Pena que o mesmo não tenha aplicabilidade no parlamento. Os dois fantoches (Maria José Nogueira Pinto e um nome que não retive - nem tive curiosidade em procurar - do PS) que hoje se envolveram numa troca de piropos deplorável, eram liminarmente despedidos.

CÓDIGO CONTRIBUTIVO

É tão legítimo à oposição de hoje adiar a entrada em vigor do Código Contributivo como foi a sua aprovação apressada pelo precedente Governo.

Com a diferença de que a medida de agora é sensata e imprescindível à asfixia a que seriam sujeitas as empresas e os profissionais liberais (os mais afectados com o novo código) e o código aprovado um descarado e encapotado aumento de impostos enquanto o PM jurava, de mão no peito, que não haveria aumentos de impostos em 2010.

CORRUPTOS

O Eurobarómetro refere que 80% dos Europeus acredita que os políticos são corruptos.
Pelos visto a população activa do velho continente tem 20% de políticos...

NOVAS OPORTUNIDADES

Só quem não foi ainda confrontado com a trafulhice que são as novas oportunidades é que pode deixar de dar razão a Medina Carreira.
Pessoalmente assisti recentemente a um caso milagroso: em três meses passou do nono ano incompleto ao 12º prontinho. Se isto não é uma vigarice, digam-me lá o que é?

DESPESA

Mariano Gago teve a coragem de vir a público dizer uma verdade calada por muitos: o ensino superior podia produzir o mesmo com metade do orçamento.
Ora isto entonca numa verdade que é, ao mesmo tempo, o problema maior das nossas contas públicas: o desperdício na despesa e o excesso de mordomias da administração pública. No ensino, na saúde ou na defesa. Sem excepção, em todos os ministérios.
Vêm aí anos muito, mas muito complicados, onde o equilíbrio do défice vai ser nota dominante.
A tentação passará por aumentar impostos.
Pode ser que Mariano Gago, talvez o melhor ministro da era Sòcrates, dê o exemplo e ensine o caminho à cambada de incompetentes que nos governa: cortar na despesa, seja nos clips seja nos submarinos, nas rendas e outras anormalidades do Estado.

sexta-feira, dezembro 04, 2009

THE BEST MPB - II



LOVE BRASIL. ENJOY MPB. BECAUSE IT´S THE BEST MUSIC EVER

quinta-feira, dezembro 03, 2009

ASSIM SIM

Ao admitir voltar à administração do BCP, poucos minutos depois de ter conhecido as medidas de coação aplicadas no processo Face Oculta, Armando Vara mostrou realmente o que é e ao que vem.
Assim sim. Clarinho como a água é que é correcto. Eu estou aqui e se a justiça não anda como eu quero simplesmente passo por cima dela.
Só me pergunto porque razão é que saiu de lá? Julgaria, talvez, estar imune aos Tribunais... Percebeu, afinal, que nem tudo custa só uma caixa de robalos.

quarta-feira, dezembro 02, 2009

DIVÓRCIO

As alterações ao Código Civil, conhecidas como "A Lei do dívórcio", foram introduzidas há um ano.
Entre outros clausulou o fim do divórcio litigioso, esvaziando a competência dos Tribunais nessa matéria, e estabeleceu um novo regime de regulação do exercício do poder paternal. Tudo muito "simplex".
Agora é o próprio PS que admite a precipitação legislativa e em vir a mudar a lei.
Este é apenas mais um exemplo da forma inusitada, precipitada e incompetente como se legisla. E o probelma não é este erro em particular. É a multiplicação sucessiva dos mesmos.

sexta-feira, novembro 27, 2009

SOM DE SEXTA-FEIRA

Em concorrência desleal com o ARTE DO SOM, repito hoje aqui a play-list que me coube em sorte lá postar.




Boas sonoridades e... comecem a disfrutar do Natal

quinta-feira, novembro 26, 2009

FCPORTO-CHELSEA

Faz-me sempre confusão o pretenso patriotismo, encapuçado e autista.
Os jornais são unânimes a dizer que o FC Porto jogou olhos nos olhos com o Chelsea. Que até podia (devia ter empatado). Blá, blá, blá.
Mas não vejo dizerem que o FC Porto jogou nos limites do que sabe e o Chelsea, em ritmo de passeio, e sem meia equipa (Bosingwa, Lampard, Essien, Joe Cole, Ashley Cole, Kalou) deu uma lição de bola no dragão.
Não vamos deixar que a vista se nos tolde. O FC Porto de Jesualdo não tem pedal para estas andanças.

quarta-feira, novembro 25, 2009

O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO DO TRABALHO

O Código de Processo do Trabalho foi aprovado em Outubro (Decreto-Lei 295/2009) para entrar em vigor a 1 de Janeiro de 2010.
Estava prometido ser revisto há cinco anos.
Antes mesmo de entrar em campo foi rectificado (Declaração de rectificação 86/09).
São 11 (ONZE) páginas de rectificações. Não foi um pequeno lapso do legislador. Foram ASNEIRAS ATRÁS DE ASNEIRAS que obrigaram a corrigir um diploma com um mês e que nem sequer entrou, ainda, em vigor.
Esta é a qualidade do nosso legislador e, concomitantemente, do nosso estado de direito.
Com energúmenos como estes a legislar como é que podemos continuar a ficar espantados com o estado da justiça, em particular, e do país, em geral?
Cabe perguntar como foi possível que um diploma pensado durante anos não conseguisse subsistir incólume meros 30 dias?
Que corja é esta que ascende aos lugares de decisão sem sequer saber ler e escrever convenientemente, que não revê o que escreve antes de enviar para publicação num jornal oficial da república?
Como dizia, e bem, Medina Carreira, sem uma vassourada na educação não vai haver reforma que nos valha.

BETO

São coisas como esta que, defintiviamente, me fazem não gostar de Jesualdo.
A velocidade com que queima jogadores é alucinante.
Tem no plantel o melhor guarda-redes nacional: Beto.
Não lhe tem dado uma única hipótese de integração, ao ponto de passar quase mais tempo na bancada a ver jogos do que a disputá-los, ao menos no banco.
E de repente, sem mais nem menos, lança-o às feras, num jogo complicadíssimo, sem rodagem e sem rede.
Se o homem falha (o que é mais do que natural) arruma-o de vez, como fez a tantos outros (Candeias, Vieirinha, Tarik, Adriano, Ventura, Rabiola, Paulo Machado, etc.etc. etc.).
Se queria o pretexto dispensava-o como um homem. Não o atirava às feras.

IMPOSTOS

O anúncio de Sócrates de que os impostos não vão subir fez-me lembrar aquelas públicas juras de permanência do treinador, feitas pelos presidentes dos clubes, quando os resultados são maus: redundam sempre no despedimento duas ou três semana depois.
Ou seja, é mais do que certo que dentro de um ano estamos, novamente, a pagar mais.
E porquê?
Porque o PM decidiu que a retoma se faz com obras públicas, inúteis ou não.
Vão-se encher os cofres das Mota Engil, Soares da Costa e afins (basta olhar para os resultados já obtidos este ano). Nós, os espremidos de sempre, vamos pagar. E ainda há quem duvide da falsidade e maus intentos deste engenheiro de vão de escada.

segunda-feira, novembro 23, 2009

MISTER TENTATIVAS

Depois da "brilhante" tentativa de homicídio de carácter, Francisco Assis continua a pugnar pelo crime na forma tentada. Desta vez a tentativa de decapitação. Eu se fosse a ele tentava... não ser tão imbecil no uso do português.

domingo, novembro 22, 2009

BENFICA

E pronto.
A cada equipa que consegue fazer algo mais do que tropeçar na bola a super-equipa cai que nem tordos.
Há mais marés que marinheiros. E a maré da Taça já era...

sexta-feira, novembro 20, 2009

quinta-feira, novembro 19, 2009

SELECÇÃO

Acho que ficou bastante claro que a equipa nacional de futebol pratica um futebol medricas, mediocre e muitos furos abaixo do que as suas individualidades exigiriam.
Num grupo facilimo viu-se a braços com um "play-off". E aqui, contra um adversário que joga vagamente futebol entre o muito que salta e tropeça na bola, vencemos à tangente.
Como não prevejo grandes melhores até Julho, não sei se não seria preferível ficar fora da África do Sul. Temo muito que, quando jogarmos contra equipas a sério, volte a repetir-se a história da goleada do Brasil.

quarta-feira, novembro 18, 2009

ESCUTAS

Por formação (e convicção) sou muito sensível à questão das escutas telefónicas (assim como intercepção de outras comunicações).
Temos que ter direito à nossa reserva de vida privada, e ouvirem-nos só pode ser admitido em circunstâncias muito, mas muito especiais.
A bandalheira que se instalou no Ministério Público e PJ nos últimos anos ditou que as escutas se tornassem no principal meio de obtenção de provas contra culpados o que, para quem percebe um pouco destas coisas, é a completa subversão do sistema.
Por isso entendo que se as regras processuais de escuta do PM não foram escrupulosamente cumpridas as gravações têm que ser destruídas. É isto aquilo com que todos enchem a boca mas poucos parecem compreender o significado um ESTADO DE DIREITO.
Diferente é eu entender que um PM que vê escarrapachado na praça pública conversas suas que revelam que ele mentiu no parlamento, que ele usou a sua posição para tentar influenciar um dos poderes sagrados do mesmo estado de direito - a comunicação social - se sinta confortável com a mera irregularidade formal da destruição das escutas para se manter, impávido, na cadeira.
É que uma coisa é a validade formal das escutas. Outra a verdade material que elas contêm.
A primeira é atacável. A segunda inegável.

CASAMENTO GAY

De todos os argumentos que há de justificar uma opção - no caso legislativa - o pior é o de que a "Europa" ou "os "paises civilizados" já o fizeram e que a nós só nos cabe imitá-los.
Vem isto a propósito do reconhecimento, para breve, do casamento entre homossexuais.
Deixo para depois as razões de fundo que me fazem ser absolutamente contra.
Por ora quedo-me a repudiar o argumento, que ainda ontem ouvi na boca de João Soares.
Podemos ser contra ou a favor mas por motivos ponderosos. Agora só porque a Suécia ou o Cazaquistão já o fizeram, nós também temos que o fazer, é o chamado não argumento, de quem não tem outro, de quem não pode e sabe justificar-se.

ASSIS

A nova pleiade política nacional é realmente de segunda.
Diz assim umas coisas inimagináveis, bizarras, a justificarem a pretensa originalidade e inteligência.
Francisco Assis diz que Sócrates é vítima de uma tentativa de homicídio de carácter.
Dá mesmo vontade de lhe perguntar que raio de m.... é essa?

terça-feira, novembro 17, 2009

RURALIDADE

Conversa telefónica de trabalho.
Do meio da interpelação que me fazem saem sons de um galo a cantar. Um cão também se faz ouvir.
Imagino as vinhas já despidas ali onde o meu interlocutor está. A chuva a cavar fendas na terra despida. O estio de uma época de ano pobre para a agricultura. O conforto da lareira a consumir a lenha de castanho.
E enche-se-me a alma desta ruralidade esquecida.

sábado, novembro 14, 2009

SÓCRATES E O REI MIDAS

Midas tocava e vinha Ouro.
Sócrates mexe e sai... um monte de lixo.
Há uma paralelismo claro: ambos purgam.

SÓCRATES, O IMPOLUTO AZARADO

Vamos ser muito optimistas e admitir que Sócrates não tem nada a ver com as irregularidades do curso tirado às três pancadas na Independente, que é alheio aos duvidosos licenciamentos na Covilhã, que não sabe nada da Cova da Beira, que do Freeport até só conhece o Shopping. Vamos até pensar que não mentiu ao Parlamento, e que estas coisas da face oculta que a conta gotas vamos conhecendo lhe são inteiramente estranhas. E, já agora, que o primo é mesmo um Shaollin e foi para a China aprender a arte...
Vamos vê-lo como um homem impoluto, inocente e ingénuo. Até competente.
Teremos, ainda assim, espaço para um PM que parece ter por amigos apenas malfeitores? Não estará o homem amaldiçoado por tanta "traição" que vale mais não o deixar pegar a peçonha ao país? Não seria alturinha de lhe mostrarmos a porta da serventia?

sexta-feira, novembro 13, 2009

OUT OF SOUNDS

It has been a hard week. So there will be no "play-list". T´íll next week
Nice week end

sábado, novembro 07, 2009

SETE ANOS

"Aqueles que amamos nunca morrem. Apenas partem antes de nós".

Gabriel o Pensador


MusicPlaylistRingtones
MySpace Music Playlist at MixPod.com

quinta-feira, novembro 05, 2009

JAMIROQUAI - BEST PERFORMER EVER

SENSATIONAL PERFORMANCE IN VERONA


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com


LISTEN TO THE MUSIC AND SPEND THE WEEKEND JUMPING

RONALDO

Boas notícias para a possível qualificação para o Mundial: Ronaldo está de fora dos jogos do play-off.
Há muito que defendo que Ronaldo se tornou num empecilho para esta selecção. Não há tempo para treinar uma equipa a jogar só para ele. E, de ombros pesados, obrigado a brilhar e a resolver sózinho (julga ele) Ronaldo é um peso morto quando joga de vermelho e verde.
Agora, sem ele, Portugal vai poder jogar como equipa. Tem, por isso, redobradas hipóteses de vitória.

quarta-feira, novembro 04, 2009

POLITICOS ARGUIDOS

O modo cuidadoso como, da esquerda à direita, os paineleiros falam e elogiam a decisão (mais do que tardia) de Vara pedir a suspensão do seu mandato e se apressam a lembrar que o homem é apenas arguido, não culpado, num manto de proteccionismo mútuo, dá-nos a estranha sensação que eles todos pensam que hoje é Vara e, amanhã, podem ser eles. O que me leva a uma segunda conclusão: ainda haverá políticos impolutos e sem telhados de vidro? Haverá algum que não tenha o pecadilho de um dia, numa esquina, ter pedido o emprego para o filho? Ou o licenciamento para a casa? Ou o tachito para a mulher? Não, claro que não. E daí à prática criminal vai, como sabemos, quase sempre uma pequena distância. Daí o cuidado com que falam dos políticos arguidos.

terça-feira, novembro 03, 2009

VARA(DOS)

A falta de sentido de oportunidade e de ética é gritante na classe política nacional.
Nem vou discutir se ele está inocente ou se é culpado, mas Vara não tem qualquer condição para continuar no cargo que ocupa no BCP. E só ele é que parece não perceber isso, como sucedeu com Dias Loureiro quando quase foi empurrado para fora do Conselho de Estado.
Será que esta gente não percebe que não têm só que ser sérios (sê-lo-ão?). Também têm que parecer.

segunda-feira, novembro 02, 2009

O MEU NOVO BLOG DE MÚSICA

A partir de hoje começarei a dar-vos música noutro endereço.
Eu, o Xico, o IAC e a fusão NiGu (parceria Nuno e Mónica), estamos no "A ARTE DO SOM" onde diariamente postaremos só, mas só mesmo, música.
Passem por lá, disfrutem e, se quiserem, sugiram sons para postagens. O objectivo, como lá diz, é a diversidade. Música sem tabús.

sexta-feira, outubro 30, 2009

quinta-feira, outubro 29, 2009

OS NOVOS CORRUPTOS

Nós facilmente percebemos que os muitos Varas que povoam as empresas públicas - ou privadas mas com fortíssimas ligações ao Estado (como a banca ou as construtoras, por ex.) - não chegaram onde chegaram vindos de onde vinham por razões de mérito ou bons serviços.
É hoje óbvio que uma malha de gente do "centrão" (veja-se, também, a título de mero exemplo, Dias Loureiro) se rebola no dinheiro público como um porco no chiqueiro. E que uns e outros se protegem mutuamente, num carrossel de ora agora vai tu ora agora vou eu, como dizia Jerónimo de Sousa na campanha das legislativas.
É apenas lamentável que tenhamos que ter chegado a um tal estado de degradação da vida pública, onde a corrupção à tona mais nos faz parecer estar no sul de Itália, para que os dois citados tenham sido constituídos arguidos. E os outros? E, já agora, será que algum destes vai algum dia ser condenado? Ou vamos ter outra Partex a apodrecer nos tribunais? Cheira-me bem que sim.

50 ANOS FABULOSOS


Talvez a melhor banda desenhada jamais publicada.

terça-feira, outubro 27, 2009

CAÇA DE... SOQUEIRA

É óbvio que não se pode cair na tentação "saramaguiana" de desatar a bater na igreja e na bíblia só porque um padre se entretinha, no intervalo dos sermões, a traficar armas de calibre pesado. Já podemos e devemos "malhar" na igreja que, perante as evidências, lança o bispo de Vila Real, Joaquim Gonçalves, a contemporizar, afirmando que não se está perante um "arsenal" e que admite a "hipótese" de as armas estarem ligadas "ao vício da caça entre o clero". "Admito que, embora sendo ilegal, ajudasse a fornecer os que caçam. É ilegal, não é bonito, mas, nesse contexto, é humanamente compreensível".
Que o senhor Bispo seja parvo, é lamentável mas isso é com a igreja que o nomeia e os incautos fieis que o ouvem. Mas que queira fazer de nós parvos, pretendendo que pistolas e soqueiras se devem ao vício da caça, é um bom pretexto para o mandarmos às malvas. Para não lhe chamarmos hipócrita, como Saramago.

sexta-feira, outubro 23, 2009

MUSICA COM CONVIDADOS

Desta vez é o IAC a postar.
Não são imagens com som mas sim som com imagens.



MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com


ENJOY THE RAIN

quarta-feira, outubro 21, 2009

AUMENTOS NA FUNÇÃO PÚBLICA

Esta gente vive ao lado da depressão profunda em que o país mergulhou e de onde NÃO SAIRÁ TÃO CEDO (se é que algum dia sairá).
Exigir aumentos de 4% quando praticamente ninguém será aumentado, quando o desemprego cresce para números quase catastróficos, quando há fome, quando o défice público promete a nossa bancarota é de uma irresponsabilidade absoluta.
O nosso mal é genético. Está-nos nas entranhas. Não temos consciência de povo nem de país.

terça-feira, outubro 20, 2009

PM A QUALQUER PREÇO

Se o PM nos aparecer agora à porta de S. Bento de mini-saia, collants rotos, botas brilhantes de cano até às coxinhas e a mascar uma "chicla" já não estranharemos. Afinal ele está uma verdadeira mulher de ataque. Senão o que podemos chamar à proposta de altar que fez, com a mesma cara de pau, da extrema esquerda à extrema direita ? Ou será que o altar da estabilidade justifica troca de alianças a qualquer preço?

A EUROPA DAS UNIÕES

Esta afirmação de Barroso diz muito do que estes Eurocratas pensam da democracia: é uma coisa bonita porém convém não dar muita confiança a esses pacóvios que não pensam como nós. A decisão está tomada e nem que seja à lei da bala ele vai entrar em vigor. Nem que para isso fosse preciso perguntar 20 vezes aos Irlandeses, aos Polacos ou aos Checos se queriam o novo corpo normativo. Aqui, na Europa, a casa constrói-se pelo telhado. As paredes são meros adereços.
Eu sei que eles não percebem isto, mas é por causa de coisas destas que a europa unionista é um nado morto. Simplesmente é artificial. Em excesso.

PASTA DA JUSTIÇA

A péssima notícia: José Miguel Júdice poderá vir a ocupar a pasta.

segunda-feira, outubro 19, 2009

JOVENS PORTISTAS

Jesualdo Ferreira lançou o mais jovem jogador a vestir oficialmente a camisola do FC Porto. Foi no sábado, frente ao Setanense. Dá pelo nome de Sérgio Oliveira e jogou muito bem
Boas notícias para o FC Porto?
Não, más.
Sempre que Jesualdo faz destas graças queima mais um nome, mais uma promessa.
Há cinco anos também fez o mesmo com Bruno Gama, no Braga. Quando veio para o Porto quis mesmo a sua contratação. Sabem onde anda? No Rio Ave. E já nem sequer é jogador do Porto.
Querem mais nomes? Já os deixei aqui. É por estas que este prof. não me convence.

FOLCLORE JUDICIAL

Quando o Governo de SÓcrates, sob a capa de moralizar o sistema, mudou as férias judicias, ficou a aparência de estar a pôr os juizes na ordem.
Nada mais errado.
Os magistrados continuam a gozar férias quando muito bem lhes apetece, só agendam serviço judicial quando querem (é ver quantas diligências são marcadas no antigo período das férias, entre 15 de Julho e 15 de Setembro) e são donos e senhores do seu poder cristalizado.
Moralizar o sistema era pôr cobro a isto e aos subsídios de renda dos magistrados colocados fora da comarca. Que eu saiba um professor, médico ou enfermeiro do sector público deslocado da sua área de residência não benefícia de qualquer subsídio. Por que raio hão-de os juizes beneficiar?
Mexer nisto, isso sim, denotaria coragem e vontade reformista. O resto é mero folclore.

domingo, outubro 18, 2009

CONTRASTES

O mesmo país que subscreve acordos ortográficos verdadeiramente assassinos para a sua matriz linguistica é o mesmo país que proibe o registo do nome Diego em razão de se tratar de algo "perturbador" para a lingua, diz o Tribunal.

sexta-feira, outubro 16, 2009

JUNTA

Há-de haver uma alma caridosa que tenha a bondade de me explicar qual a utilidade das juntas de freguesia e dos seus presidentes fora dos centros rurais. Salvo, claro está, alimentar uma ougada clientela política que sempre arranha uns tostões com o cargo e vai ganhando lanço para outras alturas...

THE BEST MPB - I


MusicPlaylist
MySpace Music Playlist at MixPod.com



One big reference to me. Went back 25 years. And i liked
Have a good life

AS FARINHAS SÃO IGUAIS

O Governo e a Mota Engil de Jorge Coelho assinaram, há três meses, um acordo secreto sobre a exploração das SCUT. Claramente benéfico para a empresa do ex-ministro
Teoricamente só as partes interessadas conheciam o acordo.
Porém as acções da Mota Engil subiram neste período 43%.
Comparando com as congéneres da construção, é uma subida anormal. A Soares da Costa cresceu 12% e a Teixeira Duarte 20%.
Inside information? Claro que sim.
Neste mundo Dias Loureiro não está sózinho.
Não tenho grande dúvidas que é pura acção criminosa que assistimos.
Pode ser que daqui a 10 ou 15 anos, quando o PSD chegar ao Governo, Jorge Coelho venha a provar do mesmo remédio que Loureiro agora toma. Deus (ou o Diabo) queiram que sim.

AS CÂNCIOS

Fernanda Câncio, namorada do PM e também jornalista do DN, descobriu hoje, na sua coluna de opinião, que o caso da escutas a Belém é o Watergate nacional!!!
Numa das conjecturas mais rebuscadas e inverosímeis de que há memória descobre que... é Cavaco quem mente.
Surreal.
Dizem que o amor cega.
Mas, como o PR, eu não sou ingénuo.
Amor? Interesses. O DN transforma-se, a pouco a pouco, no Avante do governo Sócrates. Ao leme tem um escroque do jornalismo (João Marcelino, para quem não se lembra o responsável pela publicação na 1ª página, há uns anos, de uma conversa pessoal de António Oliveira, então treinador do FC Porto) e, agora, uma namorada que, em tempos, até foi boa jornalista.

quinta-feira, outubro 15, 2009

IDENTIDADE SOCIAL DEMOCRÁTICA

O PSD vive em permanente auto-flagelação desde a morte de Sá Carneiro.
Nunca mais conseguiu ter um líder que lhe confira identidade.
Cavaco serviu-se do partido (nunca foi um PSD de raiz) e deixou-o num caco.
Daí para cá é o que se sabe. Uma cambada de oportunistas (como Durão ou Marcelo) de gente sem carisma (como Marques Mendes ou Nogueira) ou, pior, de inimputáveis (como Menezes ou Santana) tomaram-no de assalto para, a cada round, deixarem o partido com menor identidade e mais esfrangalhado.
Espanto-me que entre tanta nobreza política (fala-se de barões e baronesas) não exista uma alma iluminada que perceba que não é pedindo a cabeça do líder em cada microfone, fazendo congressos e falando como quem espirra que se confere credibilidade e rumo a um partido.
Pior, que os candidatos a líderes não consigam ver que morrerão pela mesma receita com que matam os antecessores: nas cãmaras de TV.
Pedro Passos Coelho é o mais recente exemplo. Do grupo dos oportunistas, parece uma talhante nas costas de MFL. Até pode vir a ser líder. Mas vai morrer mais depressa que a antecessora num espectáculo tão triste e degradante como foram os casos de Santana e Menezes.

quarta-feira, outubro 14, 2009

NEM MAIS NEM MENOS

João Pereira Coutinho

SEM RONALDO

Aposto que sem Ronaldo Portugal jogará logo mais descomplexado e, por isso, melhor.
Será assim mais ou menos como o menino quando, pela primeira vez, não tem o pápá a olhar para as suas habilidades; só, por sua conta, mostra aquilo que verdadeiramente vale.
Aliás acho mesmo que o pior que tem sucedido a esta selecção, responsável em parte pela péssima campanha de apuramento para o Mundial, foi a execessiva dependência de Ronaldo, com toda a equipa a jogar para ele (leia-se a passar-lhe a bola) e à espera que ele resolva tudo sózinho no ataque.
Os grandes craques não cabem nestes modelos de selecções. Basta ver o que sucede, também, com Messi, ou Káká quando jogam pelos seus países.

domingo, outubro 11, 2009

AUTÁRQUICAS 09 - VIII

O resultado de redonda derrota do Bloco deixa-me uma dúvida: valerá ele algo mais do que vale Francisco Louçã?

AUTÁRQUICAS 09 - VII

V.N.Gaia. 70% de Menezes. Uma Madeira dentro do rectângulo.

AUTÁRQUICAS 09 - VI

Valentim Loureiro. Uma das reeleições que me fazem duvidar dos méritos da democracia.

AUTÁRQUICAS 09 - V

Este comportamento de Santana Lopes, de entra e sai da sede de campanha, feito barata tonta, a proferir declarações sem nexo, é muito clarificador daquilo que é o homem. Não tem ponta que se lhe pegue.

AUTÁRQUICAS 09 - IV

O povo, que genericamente é muito estúpido (só assim reelege presidentes, alguns há 30 anos) tem por vezes lampejos de razão. Que o diga Avelino Ferreira Torres e Fátima Felgueiras, que levaram um biqueiro nos fundilhos e, assim queira a justiça, hão-de apodrecer os ossos numa choça.

AUTÁRQUICAS 09 - III

Com a vitória do PSD duas conclusões claras: José Sócrates vale mais que o PS. Manuela Ferreira Leite vale menos que o PSD.

AUTÁRQUICAS 09 - II

Elisa Ferreira regressa à gamela de Bruxelas. Desejo-lhe boa estadia no chiqueiro.

AUTÁRQUICAS 09 - I

Vai ser a noite da reelição de condenados.
Penso que CNE devia começar a funcionar em Custóias ou Tires.

sexta-feira, outubro 09, 2009

MY MUSIC OBSESSION

A new way of posting
With mono music by Pat Metheny. The one. The best for me.
Simply enjoy listening. And feel happy


MusicPlaylist
MySpace Music Playlist at MixPod.com

quinta-feira, outubro 08, 2009

Nunca julguei um dia pensá-lo, muito menos escrevê-lo.
Ouvindo Elisa Ferreira asnear de cada vez que abre a boca rezo apenas pela vitória de Rio. Mas sem maioria, se faz favor.

O NOME

Demorou 615 dias mas valeu a pena. Ouvir o Guga, de boa redonda, pronunciar inteirinho o nome do pai, não se explica.

sexta-feira, outubro 02, 2009

OLYMPIC GAMES IN RIO - 2016



HIP HIP, HURRAAAAAAA

IRLANDA

A Europa volta a ficar nas mãos dos irlandeses.
Como em Agosto de 2008, resta "rezar" pelo não de hoje ao tratado de Lisboa, esse atentado à soberania, ao bom senso e à história.
Mas eles, os eurocratas, vão perguntar e perguntar até que, nem que seja pela exaustão, o último reduto da sanidade europeia responda sim. É a democracia no seu melhor.

ÁGUIA ABATIDA

Foi só aparecer a primeira equipa que não tem como característica essencial tropeçar na bola e as águias cairam em voo picado.
Afinal a super-equipa é uma coisa banal. Só que tinha tido sorte, até ao momento, com os calendários.

quarta-feira, setembro 30, 2009

JESUALDO

Uma das atitudade de Jesualdo que realmente me irrita, e que faz com que não haja título que me faça ter empatia com ele, é este falso apoio aos jogadores da cantera portista, que amiúde atira ao fogo para depois os deixar arder em lume brando.
Agora, num golpe que ninguém compreende, lançou Ricardo Dias (jovem esperança do meio campo dragão) na convocatória para a Champions. Como se fosse este o local desejável para lançar um puto. E é o passado a dar-me razão: lembram-se o que aconteceu com o Candeias? E o Paulo Machado? O Rabiola? E o André Coelho? O Vieirinha? O Ventura? E tanto, tantos outros. Tudo a troco de Benitez, Mariano, Valleri, Tomás Costa e mais uns quantos mediocres.

GOVERNABILIDADE

Meras 24 horas após o CDS se ter tornado num partido vital ao equilíbrio da governação, desenterrou-se o processo dos submarinos que Portas comprou quando foi ministro da defesa.
Coincidência, dirão os investigadores.
Estado de sítio, digo eu.

terça-feira, setembro 29, 2009

POLANSKI

Eu não sei se Roman Polanski é inocente ou culpado do crime de há 30 anos e, por isso, se merece este alarido todo que andam a fazer com ele.
Mas sei que só por ter feito isto já expiou todos os pecados e crimes cometidos. Coitado do homem. Ninguém merece tal bebedeira.

domingo, setembro 27, 2009

LEGISLATIVAS 2009 - XIII

O país refém de Portas.
Tá tudo .....o

LEGISLATIVAS 2009 - XII

E o Portas tentou calar Sócrates. Premonitório do que nos espera na legislatura?

LEGISLATIVAS 2009 - XI

É curioso que a única força política que perdeu votos comparativamente às últimas legislativas é aquela que sai vencedora.

LEGISLATIVAS 2009 - X

Uma das boas novas da noite é que houve um cadafalso eleitoral para a prepotência de Maria de Lurdes Rodrigues e um vazio de lugar para a arrogância de Augusto Silva. A crista vai ter que baixar.

LEGISLATIVAS 2009 - IX

Na medida em que o Bloco de Esquerda alberga maioritariamente os novos descamisados sociais, a sua subida eleitoral só pode ser preocupante. É que ela traduz directamente a degradação continuada da vida em Portugal.

LEGISLATIVAS 2009 - VII

Quem se deve estar a rir a bandeiras é Santana Lopes. Afinal quem tanto atacou a sua crebibilidade (ou falta dela) pouco mais conseguiu mostrar.
Ainda o cadáver de MFL estrebucha e a corrida interna já se abriu. Basta ouvir Aguiar Branco para termos a certeza que os chacais sairam da toca.

LEGISLATIVAS 2009 - VI

A pior notícia da noite: a subida do PP e a possibilidade da demagogia de Portas se tornar na terceira força política parlamentar.

LEGISLATIVAS 2009 - V

Ao não querer responder a perguntas de jornalistas, MFL foi igual a si própria.
A razão é o porquê. Não percebe que foi isso que a derrotou? Ou simplesmente não sabe para mais.

LEGISLATIVAS 2009 - IV

O túmulo que se vive no Sofitel, em contraste com a euforia do Altis, promete ter caminho bem distinto dentro de duas semanas, quando estivermos a ver os resultados das autárquicas.

LEGISLATIVAS 2009 - III

Chamem-me elitista, mau perdedor, anti-democrata, whatever: eu tinha razão neste post.
Quero acreditar que o povo é muito, mas muito pouco esclarecido.
Caso contrário tenho que pensar que é masoquista. O que é muito mais dramático.

LEGISLATIVAS 2009 - II

Aposto JÁ que em 730 dias voltamos a ser chamados a eleger deputados para o parlamento nacional.
Isso significará mais dois anos perdidos para um Portugal já mais do que perdido.
Por isso hoje só cantará vitória quem for muito reaaccionário ou muito irresponsável.

O ESTADO DA JUSTIÇA

Uma das frases mais lapidares que li nos últimos tempos (não sei identificar o autor) dizia (cito de cor) que a justiça está como está em grande parte "porque os juizes se preocupam mais em proferir decisões tecnicamente adequadas do que justas".
Queima de tão verdadeira.
E porque acontece?
Por muitas razões mas sobretudo uma: a profunda impreparação humanista de maioria dos magistrados, atirados para tribunais a decidir quando ainda haviam de andar de cueiros a tentar perceber algumas elementares curvas da vida. É que por muito que os livros tentem a experiência não se explica: vive-se.

LEGISLATIVAS 2009 - I

Já não espero mais nada das eleições de hoje do que retirar a maioria absoluta ao arrogante Sócrates.
Às vezes temos que nos contentar com o mal menor.
Caso contrário entro de luto... profundo.

sexta-feira, setembro 25, 2009

SOMAS

A soma do número de votos obtidos pelo PSD e CDS pode ser um resultado muito mais importante do que a percentagem obtida pelo PS (que vai vencer) caso esta não chegue à maioria absoluta.
Acredito que, em nome da estabilidade, Cavaco visse com bons olhos uma maioria absoluta de direita do que um governo minoritário do PS, refém caso a caso dos humores da oposição. E nunca esqueçamos que é o PR que convida um líder partidário a formar governo...

OS PILOTOS E A TAP

Sem cuidar de perceber (ou querer, sequer, perceber) as motivações dos pilotos da TAP, tenho uma coisa como certa: uma greve com custos de 10.000.000 (dez milhões) de euros numa empresa pública já muito debilitada, nos tempos dificeis em que vivemos, feita pelos trabalhadores mais bem pagos dessa empresa, que têm salários médios de 8.000 euros, só merecia uma tratamento: um valente pontapé no cú. É nestas alturas que o direito se transforma num empecilho e as garantias uma treta. Era o despedimento sumário e viesse quem quisesse trabalhar com o dobro da vontade e por metade do preço.

SOME OLDY JAZZ VOICES



SEE YOU AROUND

SONDAGENS

É bom não esquecermos que a sondagem da Universidade Católica, que quase dá ao PS a maioria absoluta, é a mesma que, dois dias antes das Europeias, dava uma vitória clara aos socialistas, 2% ao CDS e o PSD como grande derrotado.

quinta-feira, setembro 24, 2009

ELEIÇÕES

Penso que é mais do que certo que o PS vai vencer as legislativas.
MFL enterrou-se a cada discurso, não teve a presença mediática que estas coisas hoje exigem e foi trucidada pelo show-off de Sócrates.
Mas também não tenho dúvida (e estou disposto a apostar) que a diferença existente entre os dois partidos não é a da sondagem hoje encomendada (40% contra 31%) e que ela faz parte do processo de manipulação total que o PS empreendeu para vencer as eleições.
Nesta campanha o PSD faz-me lembrar os caloiros de outros tempos quando passavam pela primeira vez a porta férrea. Foi demasiado ingénuo para poder vir a mandar.

segunda-feira, setembro 21, 2009

ESCLARECIMENTO POPULAR

Eu não acredito que o povo é sereno. Muito menos que é inteligente e genericamente dotado de bom senso. Acho mesmo uma maldade refinada a frase atribuída ao cartesianismo de “que o bom senso é a coisa mais bem distribuída do mundo."
Acredito hoje que a generalidade dessa massa humana a que chamam povo pensa pouco e mal (deixo para post futuro as razões da minha crença). Só por isso é que perde tempo e dinheiro a votar telefonicamente em quem sai ou fica no Big Brother; ou, pior ainda, a ouvir e votar num energúmeno como o Santana.
São apenas dois sintomas do estado doentio a que chegou o esclarecimento colectivo. A maioria está-se positivamente nas tintas.
Acredito, porém, que o povo é egoísta. Muito egoísta, cego que está com o que lhe ensinaram a chamar de bem estar social (que ele confunde com bem estar material).
Por isso reage quando lhe mexem no que tem de mais sagrado: o bolso.
Ora desde a banca rota dos anos oitenta nenhum governo entrou tanto no bolso do povo como o de Sócrates. Basta olhar para o IVA, o IRC, o IRS, os impostos sobre o tabaco, o alcool ou os produtos petroliferos. Tudo, mas tudo aumentou.
E por isso, não acreditando que o povo seja suficientemente esclarecido para lhe retirar a maioria, acho que é pelo menos suficientemente egoísta para lhe não dar um segundo cheque em branco com a maioria absoluta. O que sem ser bom já não será mau de todo.

sexta-feira, setembro 18, 2009

ELECTRO ALSO SOUNDS GOOD




ENJOY THE LAST HOT MOMENTS. WINTER (AND DEPRESSION) ARE COMING

quinta-feira, setembro 17, 2009

O EXEMPLO DE SÓCRATES


Está publicado e disponível on line e gratuitamente um extenso trabalho de investigação sobre as verdadeiras habilitações académicas de Sócrates.

Um tema que, estranhamente, a esmagadora maioria dos jornais não quis pegar, e deixou cair como uma pena e que o próprio PM tentou calar, através de acção judicial que morreu de madura em Janeiro passado. Foi a ele que o tribunal mandou estar calado.

Do bloguista António Balbino Caldeira, do Portugal Profundo, é um sério e exaustivo documento essencial para quem queira perceber o verdadeiro PM que temos. E não me venham dizer que é pouco importante se fez o inglês técnico por fax ou quatro cadeiras ao mesmo tempo. É importante. É mesmo importantíssimo. Um PM que mente sobre as suas habilitações e, sobretudo, que aceita favores para completar uma licenciatura às três pancadas, não tem dimensão ética para o ser. O exemplo, dizem os antigos, deve vir de cima. Ora com este exemplo não temos nada a aprender.

DICOTOMIA

Acho curioso que no debate pré-eleitoral ainda caiba a dicotomia esquerda/direita.
À parte PCP e Bloco, nenhum dos outros pratica do que fala.
Na gamela do "centralão" até Portas procura comiscar uns restos, com o sistemático paleio da lavoura, das pensões dos reformados e das feirinhas e mercados.
PSD e PS, de tanto se alinharem ao centro, perderam por completo a identidade ideológica; salvo, claro está, se considerarmos poder uma ideologia, de tanto que este se tornou a sua única vocação.
Por isso é que hoje vemos muita da velha esquerda preferir o liberalismo PSD à social democracia de Sócrates. Por isso é que Portas se baba com o horizonte de poder, a partilhar, tanto lhe faz, com qualquer dos dois minoritários possíveis vencedores. Por isso é que o socialismo de Sócrates nos deu o mais reaccionário governo da democracia, onde a esmagadora maioria do "empresariado" se revê. Por isso é que hoje, quem ainda se rege pelos velhos cânones da social democracia vs liberalismo não tem em que votar e começa a achar que melhor seria ter quem, como noutros tempos, votasse e decidisse por nós... Longe vá o agoiro!

quarta-feira, setembro 16, 2009

IDENTIDADE

O muito que sempre apreciei e apoiei a Europa de Roma (CEE) tem dimensão oposta na de Maastricht (UE). Cooperação sim. União nunca. Sempre achei assim e o tempo só tem contribuído para que ache que tenho razão.
Por isso elogiei sempre a postura inglesa, cautelosa e prudente, não se deixando embarcar no facilitismo de moedas únicas, mercados de portas escancaradas, uniformização linguística. Exerceram sempre bem o seu "estatuto de ilha".
Agora deram mais um passo. A Liga Inglesa de futebol vai passar a ter que contar com oito atletas ingleses e formados no clube. É o primeiro passo para salvar a selecção e evitar que, como em França, e agora em Portugal, comece a ser dificil ouvir falar a língua materna nas concentrações das selecções. Porque nos clubes isso já não acontece há muito tempo. E a identidade de um país também se faz por aí. Mas, afinal, nós por cá até somos adeptos dos acordos ortográficos....

terça-feira, setembro 15, 2009

segunda-feira, setembro 14, 2009

SEMPRE E CADA VEZ MAIS...

...já que a mais não podemos almejar.



PT CALL CENTER

Meia hora depois e vários "não desligue p.f. que vou verificar a ocorrência" saí do sério com a operadora do call center da PT.
Ante a incapacidade de me resolver um problema mais do que óbvio de cumprimento do plano de preços acordado com o cliente, usei o argumento último, que há uns anos aprendi com quem sabe mais da poda:
- Qual é o seu nome?
- Benedita
- Também deve ter apelido?
- (já não me lembro o nome que me deu)
- E número de trabalhadora?
- (também mo forneceu)
- Sabe minha senhora, nunca se sabe quem está do lado de cá. E às vezes perdemos o emprego sem sabermos porquê. Nunca vi tanta má vontade e incompetência junta a resolver um problema que não merece mais do que um pedido de desculpas da PT e a rectificação do erro cometido
- ... (prolongado silêncio) P.f. não desligue e aguarde novamente

Dois minutos depois o problema estava resolvido. Meia hora volvida tinha um SMS no telemóvel a confirmar a resolução do mesmo.
Moral: Já só dá para falar com dois calhaus nas mãos. É lamentável mas não é mais que um triste sinal dos tempos.
Nota: Lembrei-me da inauguração, com a pompa costumeira, que Sócrates fez a semana passada de uma call center da PT. Seria este? Não estranharia.

DEBATES

A conclusão última da sucessão de debates televisivos entre os principais candidatos às legislativas é que eles não foram minimamente esclarecedores.
A primeira razão prende-se com o formato, que mais fez parecer cada debate um tempo de antena, onde cada um tem dois minutitos para expôr as suas razões. Muito pouco exercício do contraditório que desse oportunidade de desmontar o que o adversário dizia, por muito estapafúrdia que fosse a sua afirmação.
A segunda com a tirania com que o tempo foi sendo imposto, cortando a palavra em momentos decisivos para o esclarecimento de quem ouvia. Este "prêt à porter" não devia ser para debates sobre a vida da nação.
A terceira porque este formato instantâneo só serve para atirar frases feitas (e aí venceu o PM e a sucessão de citações repetidas até ao enjoo de quem ouve) e que as propostas ou ficam por dizer ou a meio, motivando interpretações dúbias e/ou erradas.
A quarta é que os confrontos tiveram mais um ar futeboleiro (no final a discussão foi sempre definir quem venceu - que deviamos ser nós, os indecisos, os necessitados de ouvir propostas concretas - mais do que quem disse algo que acrescentasse ao que já sabiamos).
No fundo no fundo, foi tudo um exercício de faz de conta, onde oas mais experientes e/ou lateiros nestas lides de conversação pública "venceram" para tristeza de quem queria ser esclarecido e para prejuízo da nação.

sexta-feira, setembro 11, 2009

terça-feira, setembro 08, 2009

LOUÇÃ

Dizer, como ouvi há pouco, que o Francisco Louçã perdeu o debate com o Sócrates por ter defendido o que sempre lhe deu votos (nacionalizações, combate às fortunas, etc. etc.) é bem denotador do nível de comentadores da nossa praça.
Ainda não compreenderam que essa é a força do Bloco. Partir a louça toda, fracturar e cativar os desesperados, os que já não acreditam e que apenas se motivam com "atingir os opressores". Foi essa a força que o PCP teve e hoje está transferida para o Bloco tendo apenas mudado a base de apoio: a primeira era idosa e rural. A segunda nova e urbana.
Louçã ganha votos a cada intervenção e acho mesmo que vai ter uma palavra decisiva na formação do próximo governo. Vai ser o resultado dos 10% que lhe prevejo. A ver se tenho razão.

segunda-feira, setembro 07, 2009

REGRESSO...

...mas muito, muuuiiiiito contrariado.

quinta-feira, agosto 20, 2009

terça-feira, agosto 18, 2009

PT

O Sr. Xavier foi, durante 30 anos, um técnico de instalação de linhas telefónicas da PT.
Aos 50 anos a multinacional entendeu que ele era excedentário e negocicou com ele uma pré-reforma (que na prática significa enviá-lo para casa com a PT a suportar os custos da sua inactividade). Ou seja, 15 anos a pagar-lhe para ele não fazer nada.
Hoje, com 62 anos, o Sr, Xavier trabalha por conta própria, tem um empregado e continua a instalar telefones. Os telefones da PT.
Explicando.
Se quero uma linha solicito o serviço à PT.
Esta, que despachou grande parte do pessoal, não tem mão-de-obra disponível e, aqui onde estou, sub-contrata o serviço à Viatel.
Mas a Viatel também não tem gente para isso e por isso contrata o Sr. Xavier.
Ou seja, onde outrora existia uma cadeia de dois (PT-Sr. Xavier) hoje existem três entidades (Viatel no meio). Perdeu-se eficiência (ainda agora fui vítima disso mesmo) e aumentaram-se os custos de produção.
É por isso que, no espaço comunitário, pertencemos ao pódio dos países que têm as comunicações mais caras.
Claro que, no meio dos despedimentos, das transformações societárias, houve umas quantas sociedades de advogados a ganhar rios de dinheiro com as negociações dos despedimento e das pré-reformas, uns gestores sem cara, que um dia estão aqui e outro acolá, a encherem páginas de power points a justificarem o injustificável e os currícula de euros. Curioso seria, talvez, investigar as participações sociais existentes entre as sub-contratatadas. Com azar apanhava-se nos seus corpos sociais de agora alguns nomes outrora incertos nos corpos da PT...
P.S. Há dias ouvi um números que me chocou. Dizia-me um amigo conhecedor da coisa que o BCP paga hoje a mais gente inactiva do que pessoas activas. Este é o caminho das "grandes empresas". O caminho do inferno.

segunda-feira, agosto 17, 2009

A CRIATIVIDADE DE JESUALDO

O problema principal de Jesualdo é inventar. E cada vez que o faz dá-se mal.
Passou a pré-época a jogar com o extremo Varela. Jogou, e bem, TODOS os encontros importantes. Ontem, no primeiro jogo a doer, deixou-o no banco. E o FC Porto empatou, perdido sem alas durante 60 minutos. Depois, como também é seu hábito, atirou-o para a fogueira, pedindo-lhe milagre.
Valeu a mediocridade da super-portência vermelha.

sexta-feira, agosto 14, 2009

SMOOTH SOUNDS

<

ENJOY THE SUN

terça-feira, agosto 11, 2009

A GRIPE, A MINISTRA E O PROCURADOR

Dificilmente um qualquer outro ministro geriria uma situação como a da gripe A melhor do que Ana Jorge.
Tão ponderada quanto directa, contrasta com os desbocados ministros seus pares que, quando colocados perante cenários de crise, mais pareciam um elefante que a formiginha trabalhadora que se precisa.
Porém Ana Jorge ontem esqueceu-se que a sociedade da comunicação mata pelos mesmos meios que promove. E que tudo o que diz é passado a pente fino. Denunciou, sem indicar as culpadas, mães criminosas a dissiminar a doença (que é um crime punido pela Lei nacional).
Ora uma ministra não pode dizer que sabe da existência de um criminoso sem o indicar e entregar à justiça. Isto a menos que desonheça as suas identidades ou, pior, falasse sem ter a certeza da verdade dos factos enunciados.
O lapsus lingue, porém, até podia ter passado incólume na silly season, em que também os paineleiros estão a banhos e pouco ou nada há a comentar.
Mas aqui entrou o bobo da corte, esse ente pegajoso, de que ninguém gosta, mas a que temos que estar atentos, até porque são elevadas as suas ambições políticas.
Sem perder mais uma oportunidade de se pôr em bicos de pés (um problema de dimensão geográfica?) Pinto Monteiro apontou logo a fusca e prometeu investigar.
Está a cumprir o seu papel, dirão os mais benevolentes.
Está a criar um caso para, mais uma vez, se tornar no protagonista do mesmo, digo eu.
Melhor andaria se pussesse em dia a inúmeras investigações que tem entre mãos e que, como ainda ontem se viu, prescrevem a um ritmo nunca visto na não justiça do seu MP.
Mas o roubo do ouro no Minho ou polícia assassinado na Amadora não garantem o mesmo protagonismo que o de colocar em cheque uma Ministra (por sinal das melhores que a saúde já teve)

VERDADES BRUTAIS

"Um determinado sector da Igreja de hoje assemelha-se à dos tempos dos Bórgia (...). Há uma organização (...) que está muito ligada ao poder temporal. Agora que aparentamente já não têm aquele poder, que já não têm territórios nem exércitos, através da Opus Dei e de outras realidades ou personagens semelhantes, têm dinheiro, a alta finança".

Amina Mazzali, ex-numerária da Opus Dei in Opus Dei Secreta, de Ferrucio Pinotti, Campo das Letras, 2008

segunda-feira, agosto 10, 2009

PAÍS DE NOMES

Recentemente mais 17 povoações foram elevadas à categoria de vila e dez vilas à de cidade.
Arões, por exemplo, que não é mais que um bonito conjunto de casas no Concelho de Fafe, não sossegou enquanto não mudou de estatuto. Ou o Soajo, em Arcos de Valdevez.
Não sabemos respeitar o que temos de mais sagrado e ancestral, e este movimento de designações é disso exemplo.
Pouco a pouco, também no mapa, vamos-nos tornando um país de nomes e insígnias sem qualquer correspondência com a realidade.

NOTAS DA SUPER-TAÇA

1. A FPF, entidade organizadora, precisa de uma vassourada de cima a baixo, tal a falta de qualidade e incompetência com que organizou o evento: o estádio estava imundo (cadeiras sem verem um pano há anos, chão cheio dos dejectos das pombas que habitam o deserto elefante, wc sem sabonete e papel para limpar as mãos, etc.etc), os bares praticamente vazios, o estacionamento a bagunça que se sabe (como é possível marcar alguma coisa para aquele estádio) e as bancadas parte vazias porque a lei a igualdade manda enviar o mesmo número de bilhetes para os adversários e o Paços envio aí uns 100 adeptos... Resultado, ficaram portistas de fora e os pacences devolveram os bilhetes.
2. A relva do estádio nem vale a pena falar: um batatal. Dura, irregular, soltando-se ao primeiro carrinho. Só mesmo um energúmeno como o Madail para vir no fim louvar a escolha do palco.
3. A hora do jogo (domingo ainda por cima à noite), subalternizando um encontro oficial aos interesses de uma Cup com nome de um fantasma da segunda circular mostra bem a igualdade de tratamento. Vamos ter um ano de assalto ao bolso nortenho.
4. Jesualdo não sabe arrancar, e não fosse o Paços tão fraquinho e a história das anteriores edições da prova repetia-se.
5. O FC Porto está 80% dependente da vontade atacante do Hulk. Vai ser dramático.
6. O Hulk é um saco de apanhar pancada. Enquanto não expulsarem, para exemplo, um ou dois destes caceiteiros que dão pelo nome de defesas o homem não vai conseguir jogar.
7. O Helton está a tornar-se uma vaca sagrada que nos vai custar alguns pontos, quem sabe se preciosos para o título. Ontem mais uma monumental fifia que só a falta de jeito do pacence impediu o 0-1. Como é possível nem ter convocado o Beto?
8. Este vai ser o último ano de Jesualdo no Porto. E vai sair como entrou: sem graça nem amigos azuis. Vai uma aposta?

quinta-feira, agosto 06, 2009

JAZZY SOUNDS



ENJOY YOUR DAYS...THEY ARE GETTING SHORTER

MONIZ

Como me diziam ontem, afrontar os dois lobies mais fortes do país - PS e Benfica - ainda por cima ao mesmo tempo não é bom para o futuro profissional de ninguém.
Moniz que o diga.

FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS

Em 30 ano de democracia este é, sem dúvida, o momento mais propício para se ser funcionário público.
Emprego garantido. Progressão certa. Salário a tempo e horas. Aumentos acima da média. Horários reduzidos. Férias na totalidade e pagas....
E, no entanto, nunca a manifestação de descontentamento foi tão grande.
Isto mostra bem o país a dois tempos em que vivemos.
Um aninha-se no desemprego, na fome (sim, ela graça por aí), nos salários miseráveis, nos empregos precários, na instabilidade emocional, no medo, na incerteza.
Outro abespinha-se porque... o querem avaliar, impor regras, exigir resultados.
O país do sector privado vs sector público é como o país do litoral vs o país do interior.
São duas velocidades distintas. Duas justiças diferentes.
E enquanto o sector público não o perceber (sim, porque é ele que tem que se aproximar das regras do privado), não há leis que nos emendem.

quarta-feira, agosto 05, 2009

AS ESCOLHAS DE MANUELA

Há já uns meses venho defendendo aqui que o próximo primeiro ministro, mais do que competente e bom palrador, tem que ser SÉRIO.
O exemplo, diz-se, tem que vir de cima; e quando este vem embrulhado em cursos por fax, exlicações mal dadas sobre investigações que ficam na gaveta, no vai não vai com as portagens das SCUT, aeroportos que se fazem e depois já não, sempre ao sabor de sondagens e pressões, o povo goza e diz: é roubar enquanto podemos.
No pólo oposto, Manuela Ferreira Leite tem (e conquistou) os créditos da seriedade.
É toda a postura que tem mantido que o demonstra.
E para quem tivesse dúvidas as escolhas que fez para as listas a deputados, não cedendo a esses lobby de provincia, mantendo-se fiel aos seus princípios, são o melhor exemplo que poderiamos querer.
Sem alarido, sem vergar, MFL pôs ordem no partido de um modo que, não duvido, porá no país.
Ora isso, para já, basta-me.

ESPELHO

O PSD decidia ontem à noite a lista de candidatos a deputados por distrito.
É uma decisão importante para o partido e para a nação.
Ao mesmo tempos os três canais generalistas embriagavam-nos com Malatos, Diana Chaves & afins.
Já os canais de informação (os três em simultâneo) alargavam e alagavam-nos com debates (a três e a quatro, com ar solene e tudo) sobre a noite europeia do Sporting.
Este é o espelho fiel da nação.

terça-feira, agosto 04, 2009

ISALTINO, A VIRGEM

O que mais espantou em todo o processo de Isaltino Morais nem foram os crimes (que no íntimo todos sabiamos que haviam sido praticados) nem a medida da pena aplicada.
Foi a "descontra" com que o corrupto presidente da CM Oeira apareceu nas TVs, a comentar uma condenação de sete anos de prisão (por isso efectiva) e à perda de mandato.
No fundo ele sabe que, de recurso em recurso, rumará à absolvição, prescrição ou qualquer outra dessas porcarias que só os latinos conhecem e que levam à jaula o ladrão de auto-rádios e para as Câmaras larápio de milhões de contribuintes.

sábado, agosto 01, 2009

AS PRIMEIRAS ACELARADELAS

Agora, com os primeiros veículos automóveis do Guga, posso finalmente voltar a brincar com "os carrinhos". Andava para aí há 30 anos à espera de um pretexto que a vergonha das críticas impedia de satisfazer.
Agora tenho sempre o "alibi": é para brincar com o Guga.
Venha a pista de automóveis.

sexta-feira, julho 31, 2009

quinta-feira, julho 30, 2009

ESTADO, O PAI

Manuela Ferreira Leite não podia ter ido mais ao cerne da questão.
Vivemos permanentemente encostados ao Estado ou a sonhar estar.
Pensamos no subsídio como no oxigénio.
É um problema congénito.
Que o Governo de Sócrates fez questão de acentuar, exponenciando-o ao limite. Hoje não temos projecto, iniciativa, indústria que não arranque debaixo do "pálio" do Estado. Os Ministros aparecem em tudo, reclamamos louros e, por isso, pagam as facturas.
Sócrates criou em quatro anos uma teia de interdepedências de que não nos livramos mais.
Inventou uma nova forma de totalitarismo económico que lhe permitie Governar de forma despótica sem que se dê conta. Não há hoje empresa que não viva na depedência, directa ou indirecta, do ministério ou da Caixa Geral de Depósitos.
Avançamos perigosamente para uma sociedade amorfa, endividada e paternalista. O PM é o pai. O país o filho tonto sempre à espera da semanada.

terça-feira, julho 28, 2009

BILHETES POLÍTICOS

No debate entre António Costa e Santana hoje à noite na SIC fiquei apenas com uma sensação: perderam os dois. Emaranharam-se em números, acusações mútuas, graçolas de piada e gosto duvidoso, propostas patéticas.
Sendo os dois herdeiros de políticas que arruniram a Câmara de Lisboa ao endividarem-na para perto de meio século, ficava-lhes no mínimo bem o decoro de não falar grosso.
Mas não. Definitivamente estes políticos vêem a política pelo tamanho do seu umbigo ou, pior, do que lhe fica por debaixo.
Estamos na sub-cave da política e o que mais me desanima é que parece que existe, ainda, uma sub-cave.
Como amiúde me dizia um amigo "não há bilhetes..."

sexta-feira, julho 24, 2009

De todas as notícias que têm sido publicadas sobre a "negociata" do terminal de contentores de Alcântara há uma que me deixa a certeza que tudo vai ficar como está e, brandamente, os papuços vão rir-se da coisa.
Refiro-me à afirmação de hoje, proferida por Maria José Morgado, de que "Mantém-se pendente a averiguação preventiva, com o objectivo de analisar a legalidade do contrato".
É que se pensarem bem, não há memória de uma investigação da senhora ter redundado em culpabilização dos investigados.
Assim bem vistas as coisas a justiceira do povo é uma espécie de Rei Midas da justiça, mas ao contrário: todo o ouro em que toca converte-se em chapa ferrugenta e sem utilidade.

WONDERFUL FEMALE VOICES



HAVE FUN

quarta-feira, julho 22, 2009

JUSTIÇA

Um bom princípio para a próxima legislatura seria o de não publicar mais nenhuma lei. Seria o início da reforma da justiça, latu senso.
Estamos fartos de normas, e sub-normas derrogadoras, correctoras, rectificadoras, regulamentadoras das normas.
O sistema legal precisa de paz. De serenidade. É tempo de parar com a diarreia legislativa e, de uma vez, fazer-se um esforço para aplicar as leis que temos.
São dezenas de milhar as que estão em vigor. E muitos centenas que não servem para coisa nenhuma e que nunca foram objecto de qualquer aplicação. Qualquer jurista o sabe.

RIGOR EDUCATIVO

Aqui está o rigor e a solução apresentada por este Governo como forma de nivelarmos o sucesso escolar pela média dos nossos parceiros comunitários.
A política de educação deste executivo é um dos maiores desastres da hitória da democracia e só por isto vale a pena trabalhar para correr com Sócrates e os acólitos. Nem que seja ao pontapé e à pedrada.

CONSENSOS

Dizem-me que alguém com pretensões a chefiar um Governo tem que saber ser consensual, integrador de diversas facções e visões. E concluem-me que, por isso, Manuela Ferreira Leite tem que saber integrar Pedro Passos Coelho na lista de deputados a eleger nas próximas legislativas.
Não posso estar em maior desacordo.
PPC foi opositor de MFL no Congresso de há um ano, defendendo ideias e políticas bem diferentes da actual líder.
Recusou apoiar o partido na campanha das Europeias, ao mesmo tempo que trabalhava por fora num desalinhamento visivel com a direcção.
Tem dito e escrito quase tudo o que pode para aforntar MFL.
Quando lhe voltou a cheirar a poder refugiou-se na distrital de Vila Real (que ele nem deve saber onde fica) para oportunisticamente encontrar o apoio necessário à sua inclusão nas listas de candidatos.
Esta coisa dos consensos, dos falsos equilíbrios tem limites. PPC foi opositor, num espaço próprio e é por lá que tem que se manter. Ao invés do que já li, ele não é, por formação, estatuto intelectual nem passado, o Manuel Alegre do PSD. Nem nunca o poderá vir a ser.
Por isso entendo que a inclusão de PPC nas lista de deputados, a acontecer, não traduzirá uma atitude democrática e aberta do PSD. Será uma pura prostituição intelectual de MFL.
A bem da política é bom que o menino fique no "desemprego".

terça-feira, julho 21, 2009

NORMALIDADE

Voltou tudo ao normal:
O benfica ganhou o campeonato da pré-temporada.
Mas perdeu em casa, na apresentação, com o eliminado pelo FC Porto na Liga dos Campeões da época passada (em Fevereiro). Um adversário que tem menos oito dias (em 15) nas pernas que os vermelhos.
O golo do benfica foi marcado em escandaloso fora de jogo. Menos para os mentecaptos comentadores da SIC que viram croché fabuloso em casacos de malha ordinários. Assim não fosse e eram dois secos. A arbitragem bem tentou, mas nem assim.
Bem podem o bigodes e o maestro torcerem-se na cadeira: este ano nem ao Natal chegam...

sexta-feira, julho 17, 2009

BACK TO 80´S



ENJOY. LIFE´S TO SHORT

terça-feira, julho 14, 2009

REFORMAS

Com a nova lei das reformas, que limitou o tecto a €. 5.000 mensais, o Estado poupou €. 4 milhões em dois anos.
Mas este é o Estado que movimenta, mensalmente, €. 1000 milhões em pensões.
Ou seja, a medida, anunciada com pompa, não só não teve impacto nenhum nos cofres do dito Estado, como apenas serviu para prejudicar meia dúzia de contribuintes que, pelos descontos que fizeram ao longo de décadas, haviam conquistado o direito (porque as haviam comprado, por assim dizer) a pensões muito superioras às que auferem.
Ora o resultado e o impacto da política é bem ilustrativo desta nova forma de estar na vida pública que Sócrates tão bem interpreta: é só fumaça.

DURÃO

A única coisa ositiva na recondução de Durão Barroso é isso mantê-lo longe do poder pátrio.
No resto, será mais do mesmo: tecnocracia, cinzentismo, muita falta de qualidade e um mandato sem nada para contar. E um Presidente da Comissão sistematicamente ultrapassado pela direita por tudo que é Sarkozy, Berlusconi e outros índios continentais.

LEGISLAR

Este é mais um gritante caso da falta de qualidade dos legisladores contratados pelos Ministérios, num jogo de compadrios e favores como não há igual em Portugal.
E, acima de tudo, o péssimo serviço que o Governo (órgão executivo por definição) presta com a sua tentação legislativa (só o pode fazer mediante autorização da AR) de querer mandar em tudo e em todos, e que aumenta de cada vez que o mandante é dono de maiorias absolutas.

segunda-feira, julho 13, 2009

SBSR



Durante anos o Super-Bock/Super Rock foi um festival de referência.
Era feito por um homem do norte (João Smapaio), por uma empresa do norte (Unicer), que tinha um sucesso comercial estrondoso muito à custa da sua especial ligação à música.
Este ano o primeiro destes cromos que aí publico despediu o homem que levantou o SBSR. A chamou a si a responsabilidade (dizem-me que em publicidade a Unicer movimenta €. 80.000.000 ano...)
Depois contratou o segundo cromo (para quem não saiba, genro do nosso PR e dono de uma empresa - Música no Coração - que está de rastos) para colocar cá os artistas.
Saldo: uma miséria. O pior festival de que há memória e a certeza de que dificilmente se levantarão do desaire.
NOTA: Não fossem os Xutos, contratados à última hora para substituir os cadavéricos Depeche Mode e o saldo teria então sido desastroso.

sexta-feira, julho 10, 2009

CLASSICAL BYTE SOUNDS

Hoje uma toada menos usual por aqui (porém não menos apreciada): o clássico ou erudito como algumas elites preferem rotular.
Para mim é música, simplesmente. Boa.
Devo confessar que esta play-list recolheu inspiração paternal.
Foi só ir a algumas colectâneas realizadas pelo próprio. Depois acrescentar duas ou três da minha lavra. O resultado está aqui.
Enjoy it



Have fun

quinta-feira, julho 09, 2009

EDUCAÇÃO

É polícia (Agente de Autoridade) da pomposa Unidade de Investigação Criminal da PSP. Lamentava-se, antes da inquirição, da "falta de educação desta chavalada, que não respeita ninguém", em referência a um bairro problemático existente perto da esquadra
De seguida, de frente para o inquirido, para quem apontara para identificar chavalada, não se inibiu com os 25 anos do interlocutor. Nem a barba ou o estilo tímido o travou: "Então o que é que TENS a dizer sobre isto?"
Hesitei e calei-me.
12 horas volvidas ainda estou arrependido do meu silêncio interessado e a pensar: Será de formação que o homem precisa? Ou de uma das novas oportunidades?
Não, claro que não. Era de uma 4 classe à moda antiga. Com palmatória e tudo.