sexta-feira, setembro 01, 2006

PURA DEMAGOGIA

Para bom cumprimento dos limites de emissão de CO2 impostos pelo protocolo de Kyoto, o governo português anunciou duas medidas: reduzir a velocidade máxima nas autoestradas, de 120 km/h para 118 km/h e impor que os taxis deixem de circular sete dias por semana e passem a circular somente seis.
Pergunto-me como será possível controlar 2 km/h em autoestrada? Ou como se vão contolar os dias em que os taxis circulam?
Na verdade não são ítems controláveis. Não são medidas para aplicar. São apenas para anunciar. Não passam de mera propaganda política. E se já não espanta a arte com que este governo a ela recorre, já espanta, isso sim, o modo desmesurado como o anda a fazer. É que ainda não percebeu que o ritmo com que anuncia o muito que não cumpre lhe há-de ser cobrado.

2 comentários:

Fliscorno disse...

Parece que foi um caso de mau jornalismo, pois o objectivo aparenta ser a redução da velocidade média em 2km/h. Não deixa de ser uma medida demagógica, no entanto.

Meio a brincar e meio a sério: 118, nº nacional da diarreia mental :D

GM disse...

Pois também ouvi essa teoria da má transmissão da informação em data posterior ao post.
Seja ou não verdade (nestas coisas não costuma haver fumo sem fogo e a interpretação apressada feita pelo Secretário de Estado cheira a esturro) a verdade é uma: o simples facto de se falar em reduzir essa velocidade em 2 km é tão ridícula que nem mereceria comentário. Mencionar, que seja, essa possibilidade, é mais ou menos como eu dizer: se me saisse o euromilhões acho que ficaria mais feliz.